sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Balanço de 2010 e olá Ano Novo!!!




(imagem daqui)
O Natal não foi muito fácil para os meus lados contudo, o novo ano está mesmo aí com novas e melhores vivências. E, que tal saudar 2011, na baía do Funchal, com o maravilhoso fogo de artifício que a iluminará durante alguns minutos? Eu digo-vos: vai ser fantástico!!!
A todos muita saúde, alegria e paz! Um novo ano cheio de momentos memoráveis e felizes e com muitas leituras excelentes... mesmo com o aumento do IVA.
Quanto ao velhinho 2010, foi um ano de lágrimas e sorrisos, de conquistas e vitórias, um ano de duras batalhas!...
Quanto a leituras... foram 59 livrinhos lidos este ano!!! Atingi a meta dos 50 livros a que me propus... 3 livros ainda estão na mesa de cabeceira com poucas páginas por ler. São eles: O Homem do Castelo Alto, A Fúria de Reis e Uma Luz na Escuridão. Farão parte da contagem de 2011.
Este ano descobri George R.R Martin, Patrick Rothfuss, Charles Frazier,Kate Morton,Cassandra Clare, Florencia Bonelli, Murakami, Anne Rice entre outros. Também me apaixonei pela escrita de Rosa Lobato Faria, David Soares, Carla Ribeiro, Gabriel Magalhães, Paulo Alexandre Castro, etc.
Aqui fica o meu Top 10:
TOP 10 de 2010:
O Nome do Vento de Patrick Rothfuss
O Sonho mais Doce de Doris Lessing
Cold Mountain de Charles Frazier
A Guerra dos Tronos/ A Muralha de Gelo de George R.R Martin
Jardim dos Segredos de Kate Morton
O Quarto Arcano- O Anjo Negro/ O Quarto Arcano- O Porto das Tormentas de Florencia Bonelli
O Evangelho do Enforcado de David Soares
O Vampiro Lestat de Anne Rice
A Papisa Joana de Donna Woolfolk Cross
O Doente Inglês de Michael Ondaatje
Menção Honrosa para: A Trança de Inês de Rosa Lobato Faria
Estes livros foram alguns dos melhores deste ano que está prestes a findar. Que venha 2011 com mais e melhores leituras!!!
Para todos, um EXCELENTE Ano Novo!!!! E como diria um grande senhor: Façam o favor de ser felizes!!!:D
Bjokas
Jojo

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Eternidade de Alyson Noël


O primeiro livro da extraordinária nova série Os Imortais de Alyson Noël.
Entrem num mundo encantador onde o verdadeiro amor nunca morre...
Depois de um terrível acidente que lhe matou a família, Ever Bloom, de dezasseis anos, consegue ver as auras das pessoas que a rodeiam, ouvir os seus pensamentos e conhecer a história da vida de qualquer pessoa através de um simples toque. Desviando-se, sempre que possível, no sentido de evitar qualquer contacto humano e de esconder esses dons, Ever é vista como uma anormal na escola secundária à qual regressa.
Mas tudo muda, quando conhece Damen Auguste.
Damen é encantador, exótico e rico. E é a única pessoa que consegue silenciar o ruído e as manifestações de energia que invadem a cabeça de Ever. Ele transporta uma magia tão intensa que parece conseguir ler a alma de Ever.
À medida que Ever é arrastada para o sedutor mundo de Damen, onde abundam os segredos e os mistérios, começam a surgir-lhe mais perguntas do que respostas. Além de que não faz ideia de quem realmente é... ou daquilo que é. Apenas sabe que se está a apaixonar desesperadamente.
"Eternidade" - Um amor assim não tem fim.

A MINHA OPINIÃO:
Eternidade é um livro de fácil "digestão"! O início da leitura não augurou nada de bom... Existiam demasiadas semelhanças entre este e outros livros que já li ( nomeadamente, os livros de Stephenie Meyer) que, a sensação de previsibilidade e de conhecer a história de algum lado foi quase fatal. Fatal, porque estive quase para largar o livro. Mas, como é raríssimo abandonar uma leitura a meio, lá prossegui. Ainda bem que o fiz. Essa sensação diluiu com o passar do tempo, à medida que, a história foi desabrochando. Ever é a protagonista, uma adolescente que perdeu os pais e a irmã num terrível acidente. Após essa experiência traumática, Ever passou a ver as auras dos que a rodeiam, a ouvir os seus pensamentos e a ver e a conversar a sua falecida irmã, Riley. No liceu, foi relegada para segundo plano... outrora, menina popular, ela optou por se esconder e refugiar num grupo restrito de amigos: Haven e Miles. Até que conhece Damen... ele vai revolucionar o seu mundo. Não tem aura e a sua presença é suficiente para silenciar o ruído, por vezes, fatigante, proviniente das outras pessoas. O seu toque é electrizante e inacreditavelmente familiar. No entanto, é de um secretismo total e quase absurdo. Um amor floresce! É um livro direccionado para uma faixa etária mais jovem e a abordagem da autora às personagens é mais simples e juvenil. Não deixa de ser uma obra interessante a partir do momento em que ultrapassamos os famosos clichés ( são muitos!!!). O mistério de Damen transforma este livro no verdadeiro page-turner e, quando a sua verdadeira natureza ( não, não é vampiro... :p) é revelada, este primeiro volume da série ganha um novo folêgo abrindo a porta da curiosidade para o segundo volume.

3/5- RAZOÁVEL

PS: Obrigada N. pelo empréstimo!

domingo, 5 de dezembro de 2010

O Oito de Katherine Neville



Conta a lenda que os Mou­ros ofe­re­ce­ram a Car­los Magno um tabu­leiro de xadrez que con­ti­nha a chave para domi­nar o mundo.
Sul de França, 1790. No auge da Revo­lu­ção Fran­cesa, o len­dá­rio tabu­leiro de xadrez de Car­los Magno, oculto há mais de um milé­nio nas pro­fun­de­zas da Aba­dia de Mont­glane, corre o risco de ser des­co­berto. As suas peças encer­ram um intri­cado enigma e quem o deci­frar terá acesso a uma antiga fór­mula alquí­mica que lhe con­ce­derá um poder ili­mi­tado. Para mantê-​las fora do alcance de mãos erra­das, as novi­ças Mireille e Valen­tine deve­rão espalhá-​las pelos qua­tro can­tos do mundo.
Dois sécu­los depois, Cathe­rine Velis, uma jovem perita infor­má­tica, é envi­ada para a Argé­lia com o objec­tivo de desen­vol­ver um soft­ware para a OPEP. Nas vés­pe­ras da sua par­tida de Nova Ior­que, um nego­ci­ante de anti­gui­da­des faz-​lhe uma pro­posta mis­te­ri­osa: reu­nir as peças de um antigo xadrez. Cat vê-​se assim envol­vida na busca do len­dá­rio jogo de xadrez e torna-​se numa das peças desta par­tida mile­nar, jogada ao longo dos sécu­los por reis e artis­tas, polí­ti­cos e mate­má­ti­cos, músi­cos e filó­so­fos, liber­ti­nos e o pró­prio clero. Quem está de que lado? De quem será o pró­ximo lance?
Pas­sado e pre­sente entrecruzam-​se magis­tral­mente neste thril­ler excep­ci­o­nal de uma autora de culto em todo o mundo, con­si­de­rada a grande pre­cur­sora dos roman­ces de Dan Brown.


A MINHA OPINIÃO:


O Oito é um livro enorme com uma grande história que atravessa vários séculos! Tudo começa com um famoso Xadrez oferecido pelos Mouros a Carlos Magno. Reza a lenda que, nas suas peças está escondida a fórmula para dominar o mundo... O imperador decide então, esconder o tabuleiro e as suas peças na Abadia de Montglane. Mas, em 1790, no rebuliço da Revolução Francesa, a abadessa numa tentativa de proteger o perigoso segredo, decide desenterrar as peças e espalhá-las pelas freiras e noviças que se dispersar-se-ão pelo mundo. Entre as noviças estão Valentine e Mireille que, uma vez em Paris, vão aprender que esta será uma dura e díficil missão. Dois séculos depois, Catherine Vellis, uma jovem informática de sucesso está de partida para a Argélia para trabalhar num software para a recém-criada OPEP. Nas vésperas da sua partida, Cat e a sua amiga Lilly, jogadora acérrima de xadrez, assistem um torneio de xadrez em que o cabeça de cartaz é Alexander Solarin, um grande mestre. Após esse torneio, tudo se precipita e Cat vê-se envolvida num jogo real que, curiosamente, está entrelaçado com o famoso Xadrez de Montglane. Katherine Neville intercala passado e futuro numa história viciante. O passado, para mim, foi muito mais cativante. As histórias dentro da história que incluíam personagens tão famosos como Napoleão Bonaparte, Catarina, a Grande, Isaac Newton, Sebastian Bach, Talleyrand, Voltaire, Richelieu e Rosseau eram, indubitavelmente, fascinantes. Os acontecimentos de 197o foram menos absorventes, em parte, porque dois personagens que mais gostava aparecerem menos vezes que gostaria: Solarin e Nim. Além disso, senti-me um pouco perdida, à semelhança de Catherine, pois, ela também não percebe o porquê de tantas mortes, enigmas e a sua relação com o Xadrez. Tudo isto é revelado mais à frente no livro. Contudo, é uma obra de 600 páginas que exerce um magnetismo enorme sobre o leitor que não o quer pousar. Um thriller cheio de reviravoltas e grandes personagens reais ou fictícias! Abre o apetite para a continuação, O Fogo...

5.5/7- MUITO BOM

PS: Obrigada Segredo dos Livros!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Devaneios de Séries... Merlin (2008- )

Merlin é uma série produzida pela BBC. É uma série para toda a família e reconta a história de Merlin e Arthur. Não é de todo igual à lenda. Artur (Bradley James) ainda não é rei, é um príncipe mimado e por vezes, arrogante mas, tudo não passa de uma máscara que esconde o seu bom coração e o seu grande sentido de justiça e de igualdade. Merlin ( Colin Morgan) é um jovem feiticeiro que ajudará Arthur a crescer e amadurecer e a tornar-se no famoso Rei, The Once and Future King. Mas, comecemos pelo princípio... Há muitos anos, o Rei Uther Pendragon ( Anthony Head) desejoso de ter um filho varão fez um pacto com feiticeira Nimueh para a Rainha Igraine conceber. Contudo, Nimueh corrompida pelo poder, esqueceu-se de mencionar a Uther de que, com o nascimento de Arthur, Igraine morreria. Uther, louco de dor pela morte da esposa iniciou uma terrível perseguição a todos os que praticavam magia. Um período que ficaria conhecido como The Great Purge. Todos os que praticavam magia foram condenados à morte e a feitiçaria foi banida de Camelot sob pena de morte. Porém, alguns escaparam, entre eles, os pais de Merlin. Anos depois, Merlin regressa a Camelot e conhece o príncipe mais arrogante, convencido e mimado possível, Arthur. Antipatizam de imediato... até Merlin conhecer uma criatura mágica, o Grande Dragão que profetiza que Arthur será o rei que unirá todos os povos e reconciliará o reino com a magia e, que a função de Merlin é proteger o jovem príncipe. Com a ascensão de Arthur ao trono, Merlin tornará-se-á no maior feiticeiro de todos os tempos. Depois de salvar a vida de Arthur ( a primeira de muitas!), Merlin é escolhido por Uther para ser o servo principal da casa do príncipe. Agora, o jovem feiticeiro terá que ajudar o jovem Pendragon a crescer sem lhe revelar que pratica magia, sob pena de ser descoberto e condenado à morte. A relação senhor-criado adquire contornos de uma grande amizade, uma quase relação de irmãos que fortalece à medida que os episódios vão surgindo. Outras personagens famosas da lenda também estão presentes: Morgana Le Fay ( Katie McGrath), aqui uma protegida do Rei Uther, criada como filha e Gwen, diminutivo de Guinevere ( Angel Coulby), a criada de Morgana, que não tem problemas em dar sermões de boas maneiras a Arthur e que acabará por ser o grande amor do futuro Rei.

A série encontra-se agora na terceira temporada, sendo que o último episódio desta será exibido hoje na BBC. Nesta temporada, Arthur já não é o príncipe mimado da primeira temporada e o próprio Merlin, amadureceu. Surgem novos elementos da lenda, os Cavaleiros da Távola Redonda e Excalibur. É uma série com momentos verdadeiramente hilariantes ( Arthur e Merlin são de partir a rir!) e momentos épicos que redefinem a lenda arturiana. Para quem gosta da lenda do rei Arthur, como eu, esta série, é um verdadeiro deleite! Está mais do que recomendada para quem quiser rir, sorrir, sonhar com tempos idos ou simplesmente desanuviar!


TRAILER FINAL DA 3ª TEMPORADA:


video

TRAILER DO ÚLTIMO EPISÓDIO DA 3ª TEMPORADA:

video

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Loucura Azul de Paulo Alexandre e Castro



O que podem ter em comum um jovem pintor, um agente secreto da ex-URSS, uma professora universitária e dois agentes do SIS? A resposta a esta e outras questões reside na fantástica vida azul de Maurizio. Maurizio Biancusi é um jovem pintor que volta à faculdade. Conhece Sylviane Rochas professora universitária dada a práticas pouco convencionais. Envolvem-se apaixonadamente, levando Maurizio a viver uma nova e intensa vida. Tudo se complica quando conhecem Vlamidir Gordchenko, um suposto escritor russo, que os levará em desespero a cometer um crime. Ao mesmo tempo, Maurizio e Sylviane são seguidos por dois agentes do SIS, Beno e Guido, que desconfiam da troca de mensagens operada nas obras de arte de Maurizio. São eles que o vão acompanhar sempre, mesmo quando Maurizio constata que afinal Sylviane nunca existiu… Paixão, sedução, assassínio e mistério são alguns dos ingredientes que fazem de Loucura Azul um livro original, apaixonante e intenso.

A MINHA OPINIÃO:

Loucura Azul é um livro diferente... Percorri as suas páginas com estranheza e alguma supresa. Uma história aparentemente simples, torna-se complexa e intrigante. Maurizio é um pintor que perdeu a inspiração e decide regressar à faculdade. Aí encontra ( ou não...) uma nova musa, Sylviane. Os dois vivem uma relação frenética, cheia de intensidade e cujos limites estão sempre em mudança. Sylviane testa Maurizio e leva-o a viver novas situações e novas loucuras. É um livro pequeno que se lê em poucas horas. A filosofia de Sylviane que pode ou não ser um delírio de Maurizio, pode deixar o leitor desconcertado e, até perdido no meio do caos que são os devaneios do pintor. Contudo, o mais me impressionou neste livrinho não foi a história em si, foi a escrita de Paulo Alexandre e Castro. As descrições tão reais e poéticas de Lisboa são belíssimas e captam na perfeição, o cheiro, as cores e as pessoas da cidade. Um livro fluido que se revelou uma boa leitura!

5/7- MUITO BOM

PS: Obrigada Segredo dos Livros!