segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Devaneios Cinematográficos... The Hobbit- An Unexpected Journey (2012)- de Peter Jackson


A MINHA OPINIÃO:


The Hobbit- An Unexpected Journey é o primeiro filme de uma trilogia baseado no livro homónimo de J.R.R.Tolkien. Sou grande admiradora do trabalho de Peter Jackson desde o obscuro Heavenly Creatures (1994) passando pela fenomenal trilogia Lord of the Rings (2001,2002 e 2003) até ao comovente Lovely Bones (2009) porém, estava muito apreensiva relativamente a este Hobbit. A transformação de um livro simples e pequeno em três filmes era-me particularmente, incompreensível. O início não inaugurou nada de bom. Foi agridoce! A ligação aos filmes do Senhor dos Anéis estava lá e nesse momento, percebi quantas saudades tinha do Shire e daquela sensação de aventura que me invadia tal qual uma criança descobrindo um mundo novo. Quando Ian Holm (o velho Bilbo) se transforma em Martin Freeman (o novo Bilbo) há uma mudança subtil no ar. De repente, conhecemos Bilbo como um jovem e irrequieto hobbit que não sabe muito o que quer porém, toma sempre as decisões acertadas nem que seja tardiamente (muito tardiamente!). Martin Freeman está genial e apesar de Bilbo não ser das minhas personagens favoritas no livro, graças à interpretação do actor ganhou um espaçozinho no meu coração. Seja num registo mais cómico ou numa vertente mais dramática, ele está simplesmente perfeito...Assentou-lhe que nem uma luva! O amargo da visualização surge quando as cenas iniciais se prolongam em demasiada. A ceia com os Anões demora imenso tempo a se desenvolver! Arrasta-se até a chegada de Thorin de Richard Armitage que beneficia e tira o máximo proveito do tempo que lhe é dado no grande ecrã. Tem uma exibição portentosa. É claramente o destaque entre os anões muito por culpa da história original e do argumento que o privilegiam. Kili (Aidan Turner) e Fili (Dean O'Gorman) também se evidenciam pelo seu carisma e humor. No entanto, os outros anões desaparecem um pouco na obscuridade. Sim, são 13 mas com três filmes não lhes podiam dar um bocadinho de mais atenção? Se calhar, estou a exagerar e nos seguintes veremos mais alguma coisa. E eles têm mesmo que se esforçar para sobressair com Sir Ian McKellen a brilhar mais uma vez como Gandalf. Adoro a sua maneira de actuar que nos dá uma paleta indefinida de emoções! Sabemos que ele sabe mais do diz porque o transparece nas suas expressões porém, não perde o toque de humor e de loucura que lhe é tão característico.Todos os feiticeiros são formidáveis: Saruman de Christopher Lee dá-me arrepios, é sinistro e pisca o olho ao que se sucede no Senhor dos Anéis e Radagast de Sylvester McCoy é terrivelmente maluco mas de uma sapiência fantástica ( adoro os coelhos!).
Surgiram algumas cenas de O Silmarillion ( já o li há muito muito tempo) estabelecendo pontes entre histórias passadas e futuras. Quanto a isso não sou uma purista que defenda que o filme tenha de se restringir exclusivamente ao livro desde que este seja agradável. O grande problema de O Hobbit está no ritmo. A história não é tão épica como os seus antecedentes que elevaram a fasquia bem alto e ele, coitadito tem se "aguentar" durante 2 horas e tal com a mesma grandiosidade.Por mim, até podem fazer os três filmes desde que não caiam no tédio. E esta primeira parte, tem alguns momentos desses...Todavia, O Hobbit proporciona uma bela sessão de cinema sobretudo, para os fãs e à semelhança dos filmes anteriores tem cenários deslumbrantes e uma banda sonora fenomenal que nos remete para a Terra Média.


TRAILER:





PS: Crítica ao livro O Hobbit (livro) aqui.

19 comentários:

  1. Já li O Hobbit há alguns anos, mas infelizmente (pelo menos nessa altura) esteve abaixo das minhas expectativas... Fui ver o filme mais por curiosidade do que por outra coisa...
    Se por um lado também achei estranha a divisão em 3 (!) filmes, pelo menos a primeira parte funcionou, embora esteja a léguas de distância da trilogia dO Senhor dos Anéis (que só agora estou a ler e a ver!).
    Para mim, a melhor cena foi sem dúvida a do Gollum :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jose!:)
      A cena do Gollum também é das minhas preferidas. O jogo de adivinhas com o Bilbo é delicioso...

      Eliminar
  2. Fui ver este filme no último dia do ano e não me arrependo minimamente , apesar de quando fui ver não ter visto nenhum filme do Senhor dos Anéis.
    Senti-me numa grande aventura ao ver aquele filme!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ines tens de ver os restantes da Trilogia. São belíssimos!:)

      Eliminar
  3. Olá Jojo,

    Por acaso faz parte dos objetivos de leitura que tenho para este ano ler o Hobbit e quem sabe seja o livro que me faça reler a trilogia do Senhor dos Aneis, pois na altura que a li, penso que não me cativou tanto muito por culpa do estilo de escrita do Martin, muito descritiva e algo maçuda :(

    Mas visto já ter mais uns livrinhos na bagagem penso que poderei apreciar a sua obra de outra maneira e nada como pegar num livro mais "leve" para incentivar :D

    Confesso que não li o teu comentário para não ser spoliado.

    A ver se lhe dedico uma mensagem no meu blogue, afinal não é um escritor qualquer.

    PS: sabe bem estar aqui a escrever e a ouvir uma musica de fundo eheheh, excelente ideia

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,
      Amigo corvo não te perdoo não teres lido O Hobbit:p! A escrita de Tolkien requer coragem mas nada que não consigas debelar. Eu até encontro algumas semelhanças entre ele e o Martin. São dois grandes criadores de mundos.
      O comentário não tem grandes spoilers. Normalmente, ponho a vermelho se tem spoilers para avisar os mais incautos.

      Beiinhos*

      Eliminar
  4. Ao contrário da trilogia "O Senhor dos Aneis", não me sinto tentado a ir ver este filme. Irei com certeza esperar que ele saia em DVD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, vou te contar um segredo. Não o Vi no cinema mas não contes a ninguém:p

      Eliminar
  5. Olá! Deixei-te um selo em http://paginas-encadernadas.blogspot.pt/2013/02/selo-2013-literario.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Há um selo à tua espera no meu blog :)

    ResponderEliminar
  7. Olá!

    Um grande filme e um bom livro! Gostei mais do filme do que do livro, por mais estranho que isso às vezes soe xD

    Tens um selo no meu blog:

    http://oimaginariodoslivros.blogspot.pt/

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá rainha do sol:p
      Eu continuo a preferir o livro...Obrigada pelo selinho!

      Beijinho*

      Eliminar
  8. Eu li o livro após ter lido e visto os correspondentes aos senhores dos anéis e confesso que estava na onda dos filmes.
    Quanto ao livro e ao filme, tenho a sensação que no livro os anões são umas persaonagens mais presentes enquanto que no filme são mais "uns tontinhos", aquela parte séria e cómica.
    Bilbo é aquela personagem que descobre no decorrer da história que afinal tem capacidades não sonhadas.
    E Gandalf é ele próprio, louco, cómico, inteligente. Adorei todos os feiticieros, cada um no seu lugar, e concordo Saruman dá arrepios.
    Estou curiosa em relação aos outros dois filmes, especialmente tendo em conta a capacidade imaginativa do autor, e por autor refiro-me ao Tolkien.
    Nany

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nany, antes de mais bem-vinda!
      Também estou curiosa em relação ao restantes filmes mas espero que o Peter Jackson me surpreenda pela positiva.

      Eliminar
  9. Olá Jojo,

    Há algum tempo que não aparecia por aqui :)
    Bem, eu também escrevi a opinião ao filme no meu blog e, sinceramente, fiquei desiludida com o filme. Primeiro não sabia que iam dividir a história em três filmes e segundo a sensação que eu tinha nalgumas partes era que estavam um bocadinho a "encher chouriços". É sempre bom voltar a este mundo cinematográfico (adoro a Terra Média), mas estava à espera de algo diferente...
    Enfim, vamos ver como vão ser os restantes filmes.
    Já agora, deixei-te um selo no meu blog.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Kel,
      também fiquei com a sensação de "encher chouriços" especialmente no início mas, ainda assim gostei. Espero que os seguintes sejam melhores a nível de ritmo.
      Obrigada pelo selinho!:)

      Eliminar